Parar de fumar engorda?

Parar de fumar engorda? Fumantes que lutam contra a balança usam essa pergunta como desculpa para continuar com o vício. Porém, será que é verdade?

parar de fumar engorda
Separei aqui alguns pontos para pensarmos juntos.
 
Se a questão fosse simples assim, a gente poderia pensar que todo fumante está dentro do peso ideal, o que está longe de ser uma verdade.
 
Aliás, o que vejo no escritório é bem ao contrário.

O que a ciência fala

Algumas pesquisas recentes confirmam as observações: fumantes intensos se alimentam pior do que quem nunca fumou, com uma dieta pobre em frutas e verduras.
 
Parte disso, dizem os pesquisadores, pode ser devido ao fato de o cigarro dificultar a percepção do sabor de alimentos açucarados e gordurosos e esse fator acaba fazendo com que coma mais do que o indicado.
 
Como resultado, o hábito de fumar pode engordar. Outro fator importante ligado ao cigarro é que as substâncias que o compõem são inflamatórias e geram um estresse oxidativo, podendo causar cansaço, desequilíbrio emocional, ansiedade e agitação. E esses, como sabemos, podem ser gatilhos emocionais para compensar na comida.

CIGARRO E OBESIDADE

Antes de mais nada, é bom ressaltar: Temos um alto número de fumantes que estão acima do peso e com obesidade. E essa combinação é de alto risco para a saúde.

ENGORDA OU NÃO ENGORDA?

resposta ainda não é definitiva. Cientistas ainda conduzem uma série de pesquisas para entender o que acontece com quem para de fumar. E os primeiros indícios mostram que há ex-fumantes que engordam um pouco.
 
Vejam bem: Engordam um pouco. Um estudo publicado em 2018 estima que deixar de fumar leva a um aumento médio de 1,9 ponto no IMC. É significativo. No entanto, quando se para de fumar outros fatores de risco diminuem. Principalmente, reduz o risco de doenças cardiovasculares, gastrite e úlcera.
 
Desse modo, a questão principal é que se você é fumante e está com obesidade parar de fumar é a primeira providência para emagrecer com saúde. O acompanhamento dessa fase com profissionais ajuda a controlar o psicológico e esse possível ganho de peso.
 

RISCO CIRÚRGICO

Para quem pensa em fazer a bariátrica, parar de fumar significa diminuir os riscos da cirurgia. Os fumantes são mais propensos a ter problemas de infecção e de má cicatrização. Além de problemas respiratórios e de oscilação de pressão arterial.
 
Também há maior risco de AVC. Em pacientes que fumam, a taxa de risco da cirurgia tende a ser maior do que 1% – que a estimativa da cirurgia.
 
Por isso, tanto no período pré-operatório quanto no pós-operatório, a indicação é não fumar. Outro detalhe: As alterações causadas pela bariátrica tornam o corpo mais sensível à ingestão de substâncias. Nesse sentido, o consumo de uma mesma dose de tabaco antes e depois da cirurgia pode ter um efeito diferente.
 
Assim, a indicação para quem vai fazer a bariátrica e é fumante é parar de fumar 60 dias antes da cirurgia. E, se possível, aproveitar esse período para não voltar a fumar depois da intervenção.
 
Dúvidas sobre o assunto? mande mensagem.
 
Por fim, se quer saber mais sobre o tratamento da obesidade e cirurgia bariátrica, acompanhe nossas redes sociais.
No Youtube, por exemplo, você tem playlists sobre o assunto.
 
Em primeiro lugar, lembre-se que o médico pode ser seu melhor aliado,
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.