Obesidade aumenta risco de câncer

Estudos já conseguiram comprovar a relação da obesidade com 13 tipos de câncer.

câncer e obesidade

Essa relação é  um fator preocupante para nós brasileiros que assistimos o número de obesos crescer rapidamente nas últimas décadas.

Olho na balança! 

Que tipos de câncer

A ciência já conseguiu correlacionar obesidade e os tipos de câncer abaixo:
– ovário
– fígado
– tireoide
-pâncreas
– esôfago
– estômago
-vesícula biliar
– meningloma
– 
mieloma múltiplo
– colorretal
– mama
– endométrio
– rim
Em pessoas com obesidade, o risco de morte por câncer também é aumentado significativamente: mais de 50%.

Mas por que acontece?

A obesidade aumenta o fator inflamatório, aumentando estímulos de radicais livres e favorecendo o surgimento de células do câncer.

Tratamento

A obesidade também pode afetar a forma como as drogas aplicadas no tratamento do câncer agem no organismo. Ou seja, isso, na maioria das vezes, dificulta o tratamento.
 
Além disso, é fator de risco para possíveis cirurgias de retirada do câncer. Definitivamente, durante os exames de imagem, que ajudam a localizar e dimensionar tumores, a camada de gordura pode ser uma barreira.
 
Por outro lado, sabemos que quanto mais rápido se localizam as alterações, mais chances temos de cuidar melhor do paciente. Nos casos ligados ao aparelho digestivo, a ação precisa ser rápida.

Ação rápida

Portanto, se você está com mais de 30 de IMC, procure um médico para fazer os exames preventivos. Principalmente, se houver casos de câncer na sua família.
 
No caso de câncer colorretal, ele abrange tumores que acometem um segmento do intestino grosso (o cólon) e o reto, sendo um dos tipos de câncer mais incidentes no mundo.
 
Contudo, é tratável e curável, na maioria dos casos detectados precocemente. 90% desses tumores se inicia a partir de pólipos (lesões benignas que podem crescer na parede interna do intestino grosso). Sendo assim, uma maneira de prevenir o aparecimento dos tumores é a detecção e a remoção. 
 
Agora, se você tem dúvidas sobre o assunto, mande mensagem.
 
Por fim, se quer saber mais sobre o tratamento da obesidade e cirurgia bariátrica, acompanhe nossas redes sociais.
No Youtube, por exemplo, você tem playlists sobre o assunto.
 
Em primeiro lugar, lembre-se que o médico pode ser seu melhor aliado,
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.